Ginkgo

Num universo de grafismos, manchas, aguadas e colagens a folha da Ginkgo Biloba é o elemento predominante.

Goethe descreveu-a como dois lóbulos, comparando-a ao amor entre duas pessoas e oferecendo à sua mulher umas palavras em carta aquando da descoberta desta botânica.  

De forma extremamente delicada e ondulada nas suas extremidades esta espécie é prova viva da força porque renasceu das cinzas após a bomba atómica.

Desta força natural intrínseca nesta árvore, a forma da folha de Ginkgo-Biloba na sua essência é uma comparação perfeita ao universo feminino no sentido estético, simbólico e metafórico. Com base nestes pressupostos nasceu esta exposição; Ginkgo.

 

Renata Carneiro